Newsletter cadastre-se aqui!
Atividade Física
“IronGirl”

No dia 25 de maio foi realizada, em Florianópolis, a maior prova de triathlon do mundo: o Ironman. São 3.8 km de natação, 180 km de pedal (a distância de ida e volta entre itajaí e Florianópolis) e para finalizar 42.2 km de corrida (uma maratona!). Você pode até pensar “Ah! isso é coisa para loucos!”, mas foram 1.933 loucos inscritos na prova. E deste total, 154 são mulheres! 

A melhor colocada entre as “mulheres de ferro” foi a canadense Sara Gross, que completou a prova com o tempo recorde de 8 h 56’ e 34”. A melhor brasileira foi Ariane Monticeli, com o tempo de 9 h 2’ e 41”, 28ª colocada no ranking geral da prova.

Aquela velha história de “sexo frágil” foi por água abaixo, pois determinação, foco, treinamento e dedicação são itens indispensáveis para  desafiar seus próprios limites.

Biologicamente, as mulheres possuem um menor desenvolvimento muscular, pois não possuem quantidade significativa de testosterona (por essa razão que as mulheres não precisam se preocupar em ficar com o aspecto masculino ao fazer musculação). Sendo assim, o homem é naturalmente mais forte e mais rápido. 

Estatisticamente, a diferença entre os sexos nas modalidades de atletismo giram em torno de 10% no resultado final. Talvez uma das poucas modalidades onde a mulher se sobressai é a natação, onde já vimos casos olímpicos de mulheres que obtiveram resultados melhores.

Isso não significa necessariamente que as mulheres jamais alcançarão as marcas dos homens. Em termos de análise de performance feminina, tudo ainda é muito recente, uma vez que por vários e vários anos a prática esportiva esteve restrita apenas aos homens.

Facebook
Revista Nécessaire © 2012   ||   Todos os direitos reservados.   ||   Desenvolvido por Netmidia Design